sábado, 23 de maio de 2015

La Rose des Vents

A Maison Dior acaba de lançar sua nova coleção de alta joalheria "La Rose des Vents", assinada por Victoire de Castellane, diretora criativa da Dior Joaillerie.
A coleção é uma homenagem à infância de Christian Dior e foi inspirada na casa e na região onde ele cresceu. A rosa dos ventos podia ser vista trabalhada em mosaico no chão da piscina do casarão em Granville.
A coleção traz pulseiras e colares com o tema rosa dos ventos em forma de pingentes e medalhões, em ouro amarelo e rosé, madre-pérola, opala, lápis-lázuli e turquesa.







"Eu queria começar a partir da idéia de um pequeno pingente e o que é mais metafórico do que um medalhão? É um símbolo de viagens! Nele você encontrará ecos da estrela de Christian Dior e a idéia do amuleto de boa sorte, mas também a rosa, a sua flor favorita. Toda a história da casa está lá, implicitamente." diz Victoire de Castellane.

Além das jóias lindas e cheias de simbolismos e homenagens, a campanha da coleção está dando um show, com ilustrações e vídeos onde Victoire e Monsieur Dior aparecem criando juntos.

Victoire and Christian in Granville garden, creating Rose des Vents. (fonte: Dior)

Christian alive on 'le grand escalier' ; Rose des Vents fitting in the salon. (fonte: Dior)

Victoire de Castellane dreaming about Christian Dior; dreaming about a worldwide Rose des Vents tour.  (fonte : Dior)





Valéria Bordin






sábado, 2 de maio de 2015

Joalheria Art Déco

Art Déco foi um movimento estético originado na França, nos anos 20 do século XX,  que abrangeu as artes plásticas, a arquitetura, o design, a moda e a joalheria. Foi muito influenciado pela Exposição Internacional de Artes Decorativas e Industriais Modernas de 1925, que estabeleceu um novo estilo para a época. 
Após a Primeira Guerra Mundial, a moda sofreu uma enorme transformação acarretada pela mudança do papel da mulher na sociedade. Vivia-se a época das melindrosas e a era do jazz. 
Os vestidos retos e de cintura baixa eram perfeitos para as jóias Art Déco, que tinham como principal característica as formas geométricas.





















O design era linear e com muito contraste, formando padrões abstratos. 
Eram muito usadas esmeraldas, rubis, safiras, ônix e ágatas lapidadas nas formas quadrada, octogonal, mesa, baguete e tesoura, lapidações que também seguiam  os padrões geométricos, além dos brilhantes. As pérolas também se tornaram uma marca da época.
Outra grande influência foi a descoberta da tumba do faraó Tutancamón, em 1922, por isso é comum encontrarmos jóias com referências egípcias produzidas durante o período Art Déco.

Broche inspirado na cultura egípcia
Pulseira Sofia Olbrich de brilhantes e esmeraldas com referências Art Déco
Pulseira Sofia Olbrich de brilhantes e rubis com referências Art Déco



Como Paris era a cidade catalizadora, nada mais natural  que fossem franceses os mais significativos joalheiros cujas criações representam a Joalheria Art Déco. Entre eles estão Boucheron, Maison Cartier, Maubresson e Van Cleff and Arpels.



Braceletes Cartier com referências Art Déco



Valéria Bordin

quinta-feira, 23 de abril de 2015

Mademoiselle e as Camélias

Gabrielle Chanel fez da camélia um dos seus acessórios favoritos, usando a flor como broche no ombro ou nos cabelos.
O vestuário masculino lhe foi grande fonte de inspiração e nos dândis do século XIX, descobriu a flor de curvas geométricas. Os dândis usavam a camélia para decorar suas abotoaduras porque esta não exalava nenhum odor e Mademoiselle apreciava assim, o fato desta flor andrógina não mascarar o cheiro de seu parfum N°5.    



Mademoiselle Chanel



A camélia então, já uma marca registrada de Mademoiselle Chanel, tornou-se emblema da Maison.
Entre todas foi escolhida a flor branca, que mantém suas folhas ao longo das estações, uma característica singular que faz dela um símbolo de pureza e de longevidade.



A camélia da Maison Chanel



Passam as estações e a camélia continua sendo tema recorrente nas criações da Maison Chanel, seja pontuando coleções ou inspirando coleções inteiras.
“Jardin de Camélias”, que faz parte da linha de alta joalheria da marca, é um exemplo coleção que trouxe todas as peças inspiradas na flor.



alta joalheria Chanel: pulseira, colar, anel e brincos em ouro,brilhantes e cerâmica


  
anel em ouro, brilhantes e turmalina rosa



brincos em ouro, brilhantes e rubis





Valéria Bordin

quarta-feira, 15 de abril de 2015

Manoel Bernardes


 A Manoel Bernardes foi criada em 1944, quando o Sr. Manoel Bernardes se apaixonou pelas pedras preciosas a ponto de largar a medicina para dar início à empresa que se tornaria referência em joalheria e que segue hoje tendo à frente a segunda geração da família.
A empresa sustenta sua longa tradição na distribuição de gemas para vários países do mundo e participa de todas as grandes feiras internacionais do setor.







As peças da marca são repletas de brasilidade, mesclam cultura,arte e natureza

sendo capazes de agradar a diferentes públicos, do clássico ao contemporâneo.





"O fascínio e a determinação do fundador inspiraram a segunda geração da família, que expandiu sua atuação ao mundo da joalheria, buscando permanentemente construir a identidade de uma jóia de alma brasileira, valorizando as características naturais de cada gema, porém, conferindo a elas uma linguagem contemporânea, a partir de técnicas apuradas e lapidações inovadoras."



Anel Manoel Bernardes para Sofia Olbrich



 Fonte: http://www.manoelbernardes.com.br/pt/




Valéria Bordin


terça-feira, 7 de abril de 2015

Green Carpet

É antiga a parceria entre Chopard & Marion Cotillard, que sempre exibe jóias da marca nos red carpet ao redor do mundo. Em 2015 essa parceria se estreitará e Marion assinará uma coleção para a joalheria. 
Sua primeira linha de jóias terá um cuidado especial com sustentabilidade, utilizando mão de obra e extração de matéria prima de maneira ética e consciente.
A atriz irá usar suas criações no Festival de Cannes, em maio deste ano.

Marion usando brincos e bracelete Chopard

 “Enquanto você está criando uma peça, pensa nas pessoas que trabalharam para extrair aquelas pedras, então é uma energia completamente diferente. Por que a criação de sonhos e luxo deveria ser sinônima de pesadelo para quem fornece o material bruto?”, declarou Marion.



Valéria Bordin 

quinta-feira, 2 de abril de 2015

A Quest for Beauty

A joalheria francesa Van Cleef & Arpels acaba de lançar uma coleção especial para celebrar a chegada da primavera. A edição traz peças que formam um delicadíssimo jardim, entre elas colares, anéis e broches de libélulas, beija-flores, raminhos de flores e muitas borboletas!











broche de borboleta Van Cleef & Arpels em ouro amarelo, diamantes, safiras amarelas, granadas spessartite e olho de tigre.

broche de borboleta Van Cleef &Arpels em ouro branco, diamantes, granadas mandarim, onix e safiras amarelas e roxas.

A Sofia Olbrich sempre antecipando tendências,  já  tem disponível uma versão maravilhosa de brincos de borboletas. 
brincos Sofia Olbrich em ouro branco, diamantes e diamantes negros.

Fonte: https://www.facebook.com/vancleef.arpels & http://www.vancleefarpels.com/br/pt/?from_unlocalized=1


Valéria Bordin

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Amsterdam Sauer Underwater

A joalheria brasileira Amsterdam Sauer acaba de lançar uma coleção em parceria com a it girl italiana Bianca Brandolini.
As peças, que foram inspiradas na vida marinha, trazem pedras preciosas, diamantes, pérolas e madrepérolas e levam nomes de balneários descolados como Trancoso, Santorini, Capri e Fiji.
Nós, aqui do Atelier Sofia Olbrich elegemos nossas favoritas

                                          Bracelete Mustique
                                          Brincos Santorini
                                          Anel Fiji
                                          Colar Trancoso



Fonte:
http://www.amsterdamsauer.com.br/colecoes/underwater.html?p=8

Valéria Bordin